Conversas com Lúcifer – Perguntas e Respostas

Mensagens canalizadas dos anjos e tudo que se relacione com este assunto,
'

Moderador: Margarida

Avatar do usuário
Margarida
Administrador
Administrador
Mensagens: 8253
Registrado em: Dom Mai 04, 2008 9:53 am
De onde voce vem?: Porto Alegre
Gender:
Brazil

Conversas com Lúcifer – Perguntas e Respostas

Mensagempor Margarida » Qua Nov 07, 2012 10:36 am

Conversas com Lúcifer – Perguntas e Respostas




Parte de: Conversas com Lúcifer: A Invasão da Terra e A Invasão da Terra (Continuação)


Imagem

Lúcifer (por Esmeralda) — Sejam bem-vindos ao nosso contacto. Eu Sou Lúcifer e aguardo as vossas perguntas.

Vitorino — Estivemos a conversar sobre as últimas comunicações e surgiram algumas dúvidas. A primeira pergunta é: Ao tempo da Invasão da Terra pelos humanos manipulados geneticamente, que relação existia entre ti, Lúcifer, e o Senhor da Sombra? Eram concorrentes? Qual o plano da Fonte Maior para Universo da Sombra?

Lúcifer (por Esmeralda) — O Plano Divino é de plena liberdade, pelo que era necessário experimentar vários modos de crescimento. Não é que o Projecto Inicial (para a Terra) assentasse na proposta do Senhor da Sombra, tal como vocês o conhecem. Mas era uma experiência diferente, sem dúvida. No entanto, o Plano Maior deu plena liberdade aos seus Filhos para desenvolverem as suas experiências. O objectivo era acumular conhecimento a vários níveis. Mas os projectos sofreram alterações e cada um caminhou segundo o que a experiência lhe trazia. Neste Universo ninguém sabia o que se estava a fazer do outro lado, embora se soubesse qual era a experiência deles, porque muita gente desse Universo estava por cá. Havia, inclusive, colaboração, para podermos beneficiar das experiências diferentes e da especificidade de cada conhecimento acumulado.

A relação entre mim, Lúcifer, e o criador do Universo que vocês conhecem como Sombra, era a que existia entre os Filhos da Fonte Maior. Não podemos colocar aqui a questão da concorrência, entendida em termos humanos; num Plano Maior isso não tem cabimento, pelo menos do lado da Luz.

Vitorino — Então, foi por isso que não desconfiaram do que Satã andava a fazer, uma vez que ele era um colaborador.

Lúcifer (por Esmeralda) — Exactamente. E foi um excelente colaborador dando-nos uma visão diferente, já que nós não trabalhávamos da mesma maneira.

Vitorino — O que poderá ter levado Satã a fazer o que fez?

Lúcifer (por Esmeralda) — O pedido do seu Pai…

Vitorino — Podemos saber como se chama o Pai dele?

Lúcifer (por Esmeralda) — O seu nome é o que foi dado nas informações de Shtareer, a outro canal, ou seja, Anhotak. Mas tem outros nomes, ao nível do Universo, tal como eu. E, na Terra, também é conhecido com outras designações.

Vitorino — Podes dizer-nos qual era a origem dos humanos que acabaram por ser manipulados e, posteriormente, injectados na Terra?

Lúcifer (por Esmeralda) — A origem dos humanos provinha de vários planetas…

Vitorino — Deste Universo ou do deles?

Lúcifer (por Esmeralda) — Deste Universo vinham alguns, muito poucos. Foram levados daqui devido à confiança extrema que tinham em Satã, que estava a trabalhar com eles. Mas também vinham do outro Universo; esses, sim, eram a parte mais significativa da experiência.

Vitorino — Estamos a falar do Universo, mas vamos cingir-nos a esta galáxia. Esta experiência refere-se a esta galáxia ou a outra dos milhões existentes neste Universo?

Lúcifer (por Esmeralda) — Vamos ver: a experiência foi feita com o planeta Terra e as repercussões do que ainda hoje se passa aqui são a nível global, não só neste Universo como em todos os outros Universos. Vocês são o único planeta que conhece o valor da responsabilidade e o peso da liberdade.

Vitorino — Então, como é que funciona nos outros lugares, mesmo aqueles que estão ao serviço da Luz? Não têm opção?

Lúcifer (por Esmeralda) — Nas matrizes de quem lá vive, digamos assim, a ligação ao Pai é total. Desta forma, a minha vontade cumpre-se. Há uma sintonia perfeita. Cada um dos elementos que sai do Pai não perde a noção do Objectivo Maior. Portanto, não precisam de escolher. Para que a experiência da Terra pudesse resultar, vocês tiveram de passar a lidar com o véu, para poderem ter a capacidade de escolha. Na primeira parte da experiência, contudo, na fase do livre-arbítrio puro (antes da invasão) não havia véu, como sabem: as pessoas entravam e saíam (do planeta) e representavam os diferentes papéis, faziam opções diferentes com a consciência do que estavam a experimentar. E não queriam prejudicar ninguém, antes pelo contrário. Era algo vivido no Amor. A diferença surgiu quando teve de se instalar o véu. O véu protegia-vos porque o vosso nível de negatividade era de tal ordem que impedia a ascensão. Então, o véu retirou-vos a noção da Dimensão Maior para evitar mais sofrimento. Terem a noção da Luz, e não conseguirem ascender devido às premissas negativas que traziam nos seus genes, era um sofrimento enorme para aqueles a quem vocês chamam «Deuses Caídos».

Vitorino — A manipulação genética, de que estamos a falar, ocorreu apenas com a raça humana ou também com outras raças?

Lúcifer (por Esmeralda) — Claro que ocorreu com outras raças, mas não neste Universo. O tipo de experiência da Terra, só ocorreu com a raça humana e neste Universo. No Universo da Sombra — temos conhecimento agora — é que ocorreu a manipulação genética de todas as raças, de forma a perceber como se comportavam quando eram destituídas dos seus potenciais máximos. Com os humanos, porém, sempre foi mais difícil, devido a uma das especificidades da raça: a emoção. Os humanos são o oposto de outras raças, que não conseguiram desenvolver emoções e cujas manipulações genéticas fizeram com que perdessem qualquer resquício emocional que ainda guardassem. Os humanos são ao contrário.

Vitorino — Muito bem. No contacto anterior, há duas frases que, do nosso ponto de vista, precisam de ser esclarecidas. Numa delas disseste: «Muitas vozes profetizaram um futuro mais negro, mais denso ou mais luminoso.» Bom, que não aconteça nada do que estava previsto a nível negativo, é óbvio; mas será que também não vai ocorrer nada do que estava previsto no nível mais luminoso?

Lúcifer (por Esmeralda) — Perante os dados que temos, perante a vossa entrega pessoal (do Vitorino e da Esmeralda) e do que vai acontecer, o futuro previsto para a Terra não se concretizará. Vejamos: os «futuros negros» estão, definitivamente, postos de lado. Mesmo assim, não se impressionem com as mudanças que vejam ocorrer no planeta. Isto pode ser dito aos vossos irmãos. Quanto aos «futuros luminosos», todos eles eram uma previsão, mas não têm nada a ver com o que vai acontecer. Isto não quer dizer, é claro, que o futuro da Terra seja sombrio; antes pelo contrário, quer dizer que a Terra tem agora o seu potencial máximo. O seu futuro será o reencontro com a Matriz Original. Pela primeira vez podemos dizer que a Terra vai cumprir a função original para que foi criada e vocês os dois são os portadores dessa mudança. Essa Matriz Original, como podem perceber, é o futuro dourado, de Luz Total, de interpenetração total com a Fonte. É a expressão total dos vossos potenciais, é a Paz Total na Terra. E não vai demorar assim tanto como podem pensar.

Muitas surpresas vos aguardam, meus queridos.

Vitorino — Tenho outra pergunta baseada numa frase tua, da comunicação anterior: «A experiência da Terra deu à Luz e ao Amor o poder total sobre a Sombra.» Quer dizer que a Sombra não consegue dominar o poder da Luz? E só aconteceu na Terra e neste Universo, ou também noutros Universos?

Lúcifer (por Esmeralda) — Não há maior experiência, em qualquer Universo, do que a vossa, aqui na Terra, porque ela demonstrou a certeza de algo que o Senhor da Sombra não quer que seja conhecido: perante a Luz e o Amor, a Sombra e a sua matriz não têm qualquer hipótese de concretização, de poder, de realização ou seja o que for. Portanto, esta é uma experiência para todos os Universos. Por isso é que vocês os dois são importantes; por isso, a Sombra tudo fará para abortar esta experiência. Mas tal não vai acontecer porque nós estamos cá e vocês os dois, além de alertados, estão absolutamente protegidos por nós… mesmo que isso implique uma intervenção a outro nível, que não é costume ser feita! Se for necessário, ocorrerá uma intervenção mais materializada, porque vocês estão completamente protegidos. Só devem seguir as nossas instruções. Como é evidente, estes contactos vão continuar. Mas, definitivamente, vocês os dois terão de ganhar consciência total, nos vossos corações, que o vosso poder sobre a Sombra é total. Nunca se esqueçam disso.

Vitorino — Podes dizer-nos em que medida é que vocês vão sustentar, no plano físico/material, estas informações, para que não pareçam um absurdo e, ao fim e ao cabo, não ponham em causa a credibilidade do nosso trabalho?

Lúcifer (por Esmeralda) — Vamos por partes: Durante estas férias vocês vão ver-nos. Muito em breve; não tarda. Não tenham expectativas. Vão ver-nos e vamos falar. É importante para vocês e para nós, e vai desbloquear uma série de processos, dentro de vocês, em relação à vossa união. Vão perceber algumas coisas que, de outra forma, seriam muito difíceis de vos explicar em termos humanos, por causa das características das vossas personalidades, que são correctíssimas. Depois desse primeiro contacto directo, outros se seguirão. E faremos contacto em público, o que significa que vocês vão falar connosco em público. Quem estiver presente vai ver-nos. Querem melhor forma de autenticar a informação que temos vindo a dar-vos?

Vitorino — Não! Só podia ser essa…

Lúcifer (por Esmeralda) — Então por que é que ainda perguntas? Isto não é uma crítica, mas temos vindo a dizer que, de forma nenhuma, vamos deixar-vos sozinhos, desamparados, desprotegidos, ou seja o que for. Neste momento, para nós, não há nada mais importante do que a vossa credibilidade e protecção, assim como o respeito total pelas vossas pessoas enquanto seres humanos.

Vitorino — Toda esta conversa vai fazer parte do livro?

Lúcifer (por Esmeralda) — Sim. Constará tudo o que respeita à história da Terra, a história de Jesus, as vossas perguntas…

Vitorino — E sobre os contactos visuais, também?

Lúcifer (por Esmeralda) — Claro. As materializações poderão ocorrer antes de Novembro!

Vitorino — Portanto, podem constar do livro…

Lúcifer (por Esmeralda) — Podem.

Vitorino — Certo. Obrigado.

Lúcifer (por Esmeralda) — E podem acrescentar o que eu vou dizer agora: vocês os dois sempre foram as correspondências, na Terra, do Pai e da Mãe deste Universo. Encarnaram diversas vezes cumprindo o Plano Divino, antes de caírem naquilo a que chamam Roda das Encarnações, antes de se perderem um do outro, pois foi o que aconteceu. Não foram muitas as encarnações, mas foram violentas e deixaram marcas, tal como na maioria dos seres humanos. Experimentaram a dor da perda, da separação, do ciúme, do desejo, da violência ao mais baixo nível, sendo vítimas e algozes. Nenhum dos dois chegou a atingir um grau de Sombra, de baixa vibração, que impedisse a ascensão… embora o tivessem tentado! O problema das vossas encarnações é que a Sombra sempre soube quem vocês eram. Como já dissemos, o que se faz neste Universo não é segredo, embora algumas coisas estejam encobertas porque assim tem de ser, para vos defender. Vocês estiveram em contacto com a Sombra muitas vezes, de uma forma a que as religiões chamam «tentação». Os encontros foram bastantes e variados e «caíram» algumas vezes, embora, por vezes, tenham tido a percepção de que tinham de se resguardar. O vosso reencontro no Porto foi uma bênção, um acontecimento muito feliz. Mais feliz ainda foi o facto de se terem reconhecido… levemente! A Esmeralda teve essa percepção e ficou muito assustada, porque não percebeu.

Vamos continuar?

Vitorino — Sim, por favor.

Lúcifer (por Esmeralda) — Estávamos a falar da «roda» em que ambos caíram nas encarnações anteriores. Nessa altura, porém, já havia um Plano para vocês. O que nós estamos a retirar agora são as memórias dolorosas dessas experiências. Mas nesta encarnação actual, tudo foi tentado pela Sombra para que vocês não ganhassem o grau de consciência que ganharam. A vossa identidade é muito forte e não é possível apagá-la. Também tu, Vitorino, por diversas vezes, já tiveste ao teu lado servidores da Sombra que tentaram manipular-te. Mas, agora, tal já não é possível acontecer.

PAUSA (TRANQUILIZADORA)

Por conseguinte, estabeleceremos contacto visual com vocês os dois, dentro de um ou dois dias. Isso já a Esmeralda tinha intuído; estamos a preparar a rede. O facto de se sentirem cansados e irritados, ansiosos, frustrados e com várias oscilações de sentimentos, tem a ver com isso. Têm de ter paciência. Se me permitem, vou fazer uma sugestão: apesar do trabalho das transcrições para o livro, passem o maior tempo possível ao ar livre. É fundamental, porque vos descomprime. Descansem e durmam quando vos apetecer.


Vitorino — Muito obrigado. Por agora não tenho mais perguntas.

Lúcifer (por Esmeralda) — Então, vamos fazer um pequeno silêncio; depois continuamos.







Fonte:

http://pt.scribd.com/Vitorino-de-Sousa-Terra-o-Jardim-de-Lucifer


http://mensagensgalacticas.blogspot.com.br

Voltar para “Altar dos Anjos”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante